China pede ao Irã maior cooperação com a AIEA

Agência AFP

PEQUIM - A China pediu nesta terça-feira ao Irã o aumento da cooperação com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), depois que esta informou que Teerã produziu pelo menos 5,7 quilos de urânio enriquecido a 20% até o início de abril.

"Temos a esperança de que o Irã reforce a cooperação com a AIEA e possa resolver as questões pendentes o mais rápido possível", declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Ma Zhaoxu.

Segundo um documento confidencial da AIEA, ao qual a AFP teve acesso na segunda-feira em Viena, o Irã produziu pelo menos 5,7 quilos de urânio enriquecido a 20% até o início de abril, destinado segundo Teerã ao reator nuclear de pesquisas.

As potências ocidentais suspeitam que o Irã deseja produzir armamento nuclear e pedem sanções contra a República Islâmica na ONU.