Abbas decreta 3 dias de luto por ataque à frota internacional

Agência AFP

RAMALLAH - O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, condenou nesta segunda-feira o ataque israelense à frota internacional que viajava em direção a Gaza, classificando a ação de "massacre", e decretou três dias de luto nos territórios palestinos.

"Foi um massacre que condenamos", indicou Abbas em uma declaração concedida à televisão palestina.

À noite, a direção palestina exigiu que os responsáveis "pelo crime de pirataria bárbara" israelense sejam levados à justiça internacional como "criminosos de guerra", em um comunicado divulgado após uma reunião de urgência presidida por Abbas em Ramallah, na Cisjordânia.

O chefe do governo do movimento islamita Hamas em Gaza, Ismail Haniyeh, exortou de manhã "a Autoridade Palestina a interromper as negociações, diretas e indiretas, com Israel, em razão desse crime".