Frota de ajuda humanitária internacional parte para Gaza

Agência AFP

GAZA - A frota internacional que transporta centenas de militantes pró-palestinos e ajuda humanitária para a Faixa de Gaza zarpou neste domingo para o território palestino, correndo o risco de enfrentar a marinha israelense, decidida a interceptá-la.

Os navios, seis no total segundo os organizadores, querem romper o bloqueio à Faixa de Gaza e é uma ação do movimento Free Gaza.

"Israel bloqueia uma zona de aproximadamente 20 milhas náuticas da cosa de Gaza e planejamos chegar a essa zona no início da tarde de segunda-feira", explicou Juwayda Arraf, presidente do Free Gaza, que se encontra a bordo de um dos navios, o "Challenger I".

A travessia será realizada em duas etapas: primeiro se deterão nas águas internacionais, a 30 milhas náuticas das águas territoriais de Gaza e, depois, se dirigirá para o litoral do território.

Al Khudari, em declaração à imprensa, pediu à comunidade internacional que proteja o comboio naval humanitário contra as ameaças de intercepção israelenses.

Um dirigente israelense voltou a afirmar no sábado que a marinha do Estado hebreu bloqueará, mediante a força se for necessário, a flotilha internacional, se esta insistir em se aproximar do litoral do território palestino, submetido a um rígido bloqueio - exceto para os produtos de primeira necessidade - por Israel desde que o movimento islamita palestino Hamas tomou o controle, em 2007.

Vários navios de guerra israelense se reuniram diante das costas de Gaza, segundo constatou um fotógrafo da AFP.

Na cidade de Gaza, vários barcos de pescadores exibem bandeiras palestinas, turcas e gregas para dar as boas-vindas à "Flotilha da Paz", que transporta centenas de militantes e alguns deputados europeus, assim como 10.000 toneladas de ajuda.

Também está prevista uma manifestação durante a qual serão soltos balões com as fotos das crianças mortas durante os 22 dias da ofensiva israelense contra Gaza que terminou em janeiro do ano passado.