Obama manda triplicar mão de obra em locais atingidos por maré negra

Agência AFP

GRAND ISLE - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ordenou nesta sexta-feira triplicar o número de funcionários que trabalham nas regiões costeiras do Golfo do México atingidas pela maré negra ou em locais onde a mancha de óleo deve chegar nas próximas 24 horas. A decisão foi tomada durante visita a Grand Isle, no delta do rio Mississipi na Louisiana (sul).

Obama disse que ordenou à secretária de Segurança Interior, Janet Napolitano, e ao coordenador das operações no Golfo, almirante Thad Alle, a "triplicarem os efetivos onde a mancha de óleo alcançou o litoral ou onde deve chegar nas próximas 24 horas".

Segundo o presidente, a medida permitirá ao governo intensificar o esforço, já "histórico", contra o desastre originado no dia 20 de abril após a explosão e o posterior naufrágio da plataforma Deepwater Horizon, operada pelo grupo britânico BP, a 80 km da costa.

Em discurso para moradores de Grand Isle, Obama disse que seguirá observando a situação e prometeu: "Vocês não serão abandonados. Os meios de comunicação poderão se cansar da história. Mas nós, não", afirmou.

"Sei que vocês, os habitantes da costa do Golfo, sofreram com muitas provas e tragédias", enfatizou Obama, referindo-se ao furacão Katrina em 2005, que teve uma péssima resposta do governo do então presidente George W. Bush.