Justiça ouve modelo colombiana detida por tráfico de droga

Agência AFP

BUENOS AIRES - A justiça argentina interroga nesta quinta-feira a modelo colombiana Angie Sanclemente Valencia, detida na quarta-feira no bairro portenho de Palermo em Buenos Aires, por envolvimento com o tráfico de drogas.

A moça foi levada para uma dependência policial de Ezeiza (periferia sul).

A mãe de Angie Vaencia, que se identificou como Janeth Valencia, disse à imprensa que sua filha "é inocente, vítima de um complô", advertindo ao mesmo tempo que a modelo vai passar a cobrar por sus entrevistas porque está sem recursos, vivendo na rua e sem dinheiro para pagar os advogados.

A detenção da ex-Rainha do Café da Colômbia, de 30 anos, foi solicitada pelo juiz Marcelo Aguinsky, como parte de um processo que a investiga como líder de um grupo que enviava cocaína para a Europa a partir da Argentina, através de Cancún (México).

Angie Sanclemente Valencia chegou à Argentina em dezembro passado proveniente do México e tinha um pedido de captura nacional e internacional contra ela.

A modelo nasceu em Bogotá em 1979 e depois foi viver em Barranquilla. No ano 2000 ganhou o concurso ''Rainha do Café'', mas foi destituída ao se descobrir que era casada, o que não podia, pelo regulamento do concurso.