Honduras retira da Corte Internacional a queixa contra o Brasil

Agência AFP

HAIA - Honduras retirou a queixa que havia apresentado contra o Brasil ante a Corte Internacional de Justiça (CIJ) pela proteção que a embaixada brasileira em Tegucigalpa concedeu ao derrubado presidente Manuel Zelaya, anunciou nesta quarta-feira a porta-voz da instituição.

"O caso foi eliminado da lista da Corte a pedido da República de Honduras", anunciou a CIJ, principal órgão jurídico das Nações Unidas.

Honduras havia apresentado a queixa em 28 de outubro passado, argumentando que vários cidadãos hondurenhos, entre eles Zelaya, derrubado por um golpe de Estado em 28 de junho de 2009, utilizavam a embaixada brasileira para escapar da justiça hondurenha.

Manuel Zelaya se refugiou na embaixada brasileira em 21 de setembro de 2009, onde permaneceu até 27 de janeiro de 2010.