Meninas alemãs são libertadas no Iêmen

Agência AFP

SANAA - As forças de segurança sauditas libertaram duas meninas alemãs que integravam um grupo de ocidentais sequestrados ano passado no Iêmen, anunciou o ministério saudita do Interior.

"As forças de segurança, em colaboração com o Iêmen, foram capazes de resgatar duas meninas alemãs na zona de fronteira entre os dois países", afirma um comunicado do ministério.

Cinco alemães, um casal e três crianças, e um britânico foram sequestrados em junho de 2009. Os corpos de duas alemãs e de uma sul-coreana, raptadas ao mesmo tempo, foram encontrados pouco depois do sequestro.

"Estão na Arábia Saudita. A condição delas é boa, mas estão no hospital para ter toda a atenção médica necessária", declarou à AFP o porta-voz do ministério do Interior, general Mansur al-Turki.

O militar disse ainda não ter ideia sobre o paradeiro das outras pessoas sequestradas, mas deu a entender que a operação ainda não cumpriu todos os objetivos.

Ele disse que as meninas têm por volta de três anos.

Em Berlim, o ministro das Relações Exteriores Guido Westerwelle expressou alívio com a libertação das crianças.