Governo tailandês acha absurdo pedido de cessar-fogo dos "vermelhos"

Agência AFP

BANGCO - O pedido dos "camisas vermelhas" de um cessar-fogo ao Exército é "absurdo", afirmou o vice-premier tailandês, Suthep Thaugsuban, depois que a violência deixou 38 mortos nos últimos dias em Bangcoc.

Um líder dos manifestantes pediu na segunda-feira o fim da violência.

"É absurdo. Os responsáveis pela segurança não atiram contra os civis. Exercem suas funções de acordo com as ordens das autoridades", respondeu Suthep.

"Os que atiram são terroristas. As forças de segurança atiram em situação de legítima defesa", afirmou o segundo homem mais importante do governo tailandês.