Negociações para formar governo no Grã-Bretanha numa etapa decisiva

Agência AFP

LONDRES - As negociações para formar um governo na Grã-Bretanha entraram nesta terça-feira numa etapa decisiva, que coloca o liberal democrata Nick Clegg ante o difícil dilema de fazer um pacto com os conservadores de David Cameron ou com os trabalhistas depois da renúncia de seu líder Gordon Brown.

Clegg, praticamente um desconhecido antes da campanha eleitoral, tem duas ofertas sobre a mesa e a chave do futuro governo do qual nenhum dos grandes partidos conseguiu a maioria absoluta nas eleições de quinta-feira passada.

O líder do partido conservador, David Cameron, afirmou nesta terça-feira que chegou a hora dos liberais democratas se pronunciaram sobre o pacto de governo que permitirá pôr fim à incerteza provocada pela falta de maioria absoluta no parlamento.

"Fiz uma oferta muito completa, muito aberta e muito razoável aos libertais democratas para integrar um governo estável", afirmou Cameron aos jornalistas.

"Agora creio que chegou a hora da decisão, a hora da decisão para os libertais democrats, e espero que tomem a decisão correta", afirmou ainda, acrescentando que o país precisa urgementemente de um governo.

O líder dos chamados 'lib-dems', que mantém negociações há cinco dias com os conservadores e também desde segunda com os trabalhistas, declarou que as negociações se encontram sem sua fase final.

Na véspera, Gordon Brown anunciou sua demissão da liderança do Partido Trabalhista, numa reviravolta inesperada da situação que poderá, inclusive, possibilitar uma aliança com os liberais-democratas de Nick Clegg.