Homem confessa crime que deixou outro preso por 23 anos

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Um homem do Estado americano de Wisconsin assinou uma confissão escrita admitindo ser o responsável por um crime pelo qual outro cumpriu 23 anos de prisão, informa nesta segunda-feira a agência AP.

Robert Lee Stinson, 45 anos, foi libertado em 2009 após cumprir pena pelo assassinato de Ione F. Cyshosz, então com 63 anos. Ele foi solto após análises de DNA de amostras encontradas no corpo da vítima e de marcas de mordida, que eram virtualmente a única evidência contra ele, não combinarem com as de Stinson.

Contudo, mesmo após a sua libertação, os advogados de Stinson continuaram procurando o verdadeiro culpado pelo crime, e, na semana passada, receberam a informação de que o DNA combinava com o de Moses Price, 49 anos, que já havia sido condenado em novembro de 2009 por estupro e assassinato.

Segundo o promotor-público Heather Donnell, de Chicago, Price assinou uma declaração em que admite a responsabilidade pelo crime cometido em 1984.