Ataques deixam 30 mortos no Iraque: feridos passam de cem

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Pelo menos 32 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas nesta segunda-feira no Iraque, em uma onda de atentados nas cidades de Bagá, Iskandariya, Fallujah e Mossul.

Ao menos oito pessoas morreram e cerca de 40 ficaram feridas por causa da explosão de um carro-bomba e de uma bomba em um mercado da zona de Al Sueira, 50 quilômetros ao sul de Bagdá, informaram fontes do Ministério do Interior. A bomba teria explodido primeiro, e quando várias pessoas se juntaram ao redor do local o carro-bomba foi detonado. Alguns dos feridos estão em estado grave, por isso que não se descarta que o número de vítimas aumente.

A explosão também causou graves danos em muitos veículos da região, assim como em locais comerciais. As duas bombas explodiram após vários ataques com pistolas e explosivos em diferentes pontos do país que causaram outros 20 mortos e dezenas de feridos.

Só em Bagdá, cinco postos de controle da Polícia e do Exército foram atacados, alguns deles por desconhecidos armados com pistolas com silenciadores, com um resultado de seis agentes ou soldados mortos e uma dezena de feridos. Além disso, outros dois policiais morreram e 11 pessoas ficaram feridas por causa da explosão de três artefatos explosivos, também na capital iraquiana.

Em Faluja, a 50 quilômetros a oeste da capital iraquiana, pelo menos quatro pessoas morreram e outras 19 ficaram feridas pela detonação de artefatos explosivos que tinham sido colocados em cinco casas de policiais. Perto de Baquba, capital da província de Diyala, duas pessoas morreram e outra ficou ferida devido à explosão de uma bomba durante a passagem do veículo no qual viajavam na região de Al Biya, 20 quilômetros ao sul desta capital.

Vários insurgentes armados dispararam e assassinaram um membro do conselho local da zona de Al Khales, 15 quilômetros ao norte de Baquba. As mesmas fontes informaram sobre a explosão de um carro-bomba perto de um prédio público da região de Tarmiyah, 30 quilômetros ao norte de Bagdá, em um atentado que causou três mortos e 16 feridos.

No norte do país, um carro-bomba que explodiu na passagem de uma patrulha conjunta do Exército iraquiano e o dos EUA com milicianos do curdistão, ao norte da cidade de Mossul, causou dois mortos entre os milicianos e seis feridos entre estes e os soldados iraquianos.