Vulcão da Islândia volta a prejudicar tráfego aéreo

Jornal do Brasil

PARIS - Portugal, França, Espanha, Irlanda, Escócia e Itália tiveram que fechar seus aeroportos por várias horas ou suspender voos devido à nuvem de cinzas do vulcão islandês Eyjafjöll, que voltou a perturbar o transporte aéreo no sul da Europa. Ontem, todos os voos foram suspensos no aeroporto português do Porto (norte) e vários aeroportos do norte italiano. As cinzas se espalharam ao longo do dia, provocando também o fechamento do espaço aéreo da Alemanha e da Áustria e ameaçando atingir outros países.

Cerca de 24 mil voos estavam previstos para o espaço aéreo europeu ontem cerca de mil (4%) abaixo da média para esta época do ano, segundo uma agência oficial de tráfego aéreo do Eurocontrol, em Bruxelas.

O fenômeno coloca em dúvida alguns eventos programados para os próximos dias na região, como o Festival de Cinema de Cannes e a viagem de cinco dias do Papa Bento XVI a Portugal. O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, no entanto, confirmou à AFP a viagem do Papa.

Na Itália, o espaço aéreo do noroeste foi fechado neste domingo, perturbando o tráfego nos aeroportos de Turim e Milão. Segundo as autoridades aeroportuárias locais, foram anulados 137 voos em Milão-Malpensa, 161 em Milão-Linate e 30 em Turim.