inzas do vulcão voltam a perturbar tráfego aéreo no sul da Europa

Agência AFP

PARIS - As perturbações do tráfego aéreo se estenderam neste domingo no sul da Europa, de Portugal até a Alemanha passando pela Espanha, devido a uma nuvem de cinzas gerada por um vulcão islandês em erupção, que já paralisou o espaço aéreo europeu no mês passado.

Enquanto a situação melhorava na tarde deste domingo em Espanha e Itália, a nuvem de cinzas vulcânicas alcançou o sul da Alemanha, a Áustria e a Croácia.

A nuvem "se estende ao longo de milhares de quilômetros de oeste a leste, mas não é muito grande, cerca de 300 quilômetros", segundo o Instituto Português de Meteorologia.

O perigo das partículas de cinzas é que podem danificar os motores dos aviões, o que obriga as autoridades a cancelar voos por precaução.

Em Portugal, a Agência portuguesa de Navegação Aérea (NAV) suspendeu às 20h00 GMT (17h00 de Brasília) os voos no aeroporto de Lisboa, e anunciou que permanecerão suspensos até segunda-feira às 12h00 GMT (09h00 de Brasília). No Porto, onde o tráfego foi mantido fechado durante todo este domingo, os voos serão retomados na segunda-feira às 06h00 GMT (03h00 de Brasília).

No arquipélago de Açores, no Oceano Atlântico 1.500 km a oeste de Lisboa, os voos permanecerão suspensos até segunda-feira às 12h00 GMT (09h00 de Brasília). No total, 308 voos foram suspensos neste domingo em Portugal.

A chegada da nuvem à capital poderá dificultar a visita do Papa, que é aguardado para terça-feira em Portugal.

Antes que a NAV cancelasse temporariamente os voos em Lisboa, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, confirmou a viagem do Papa à AFP.

"No momento, nenhuma mudança foi feita no programa" de Bento XVI, disse.

Na Espanha, sete aeroportos do noroeste do país fecharam às 14h00 GMT, 11h00 de Brasília (Astúrias, Santander, Bilbao, Salamanca, Valladolid, León e Burgos), e outros três (Santiago de Compostela, Vigo e La Coruña) atrasaram sua reabertura em uma hora, às 15h00 GMT (12h00 de Brasília), anunciou a Aena, organismo de controle aéreo espanhol.

No sábado, mais de 900 voos foram cancelados na Espanha devido ao fechamento de cerca de vinte aeroportos no norte do país, principalmente o de Barcelona.

Na Itália, o espaço aéreo do noroeste do país, fechado desde domingo de manhã, reabriu ao meio-dia. Cerca de 300 voos foram cancelados nos aeroportos de Turim e Milão, e cem em Roma.

À medida em que a situação melhorava no oeste, as perturbações eram maiores no centro e no leste do continente. A nuvem provocou neste domingo o cancelamento de todos os voos "até nova ordem" nos aeroportos alemães de Munique (sul) e Stuttgart (sudoeste).

Segundo os meteorologistas, a nuvem cobrirá todo o território alemão na segunda-feira.

Na Áustria, o espaço aéreo foi parcialmente fechado neste domingo, até a segunda-feira de manhã, afetando os aeroportos de Viena, Innsbruck, Linz e Salzburgo.

Na França, as cinzas presentes no céu não prejudicavam o tráfego aéreo, mas cem voos com destino às zonas afetadas foram cancelados.

A Irlanda reabrirá os aeroportos do oeste do país na segunda-feira às 05h00 GMT (02h00 de Brasília), depois de fechá-los progressivamente neste domingo. O aeroporto de Dublin não foi afetado.

Na Croácia, os aeroportos de Split e Zadar, na costa adriática, foram fechados.

O vulcão islandês Eyjafjöll voltou a expelir grande quantidade de cinzas depois de vários dias de calmaria. No mês passado, o espaço aéreo europeu ficou fechado em grande parte durante uma semana, bloqueando milhões de passageiros e provocando perdas financeiras consideráveis às companhias.