Portugal vai acelerar redução do déficit em 2010

Agência AFP

LISBOA - O primeiro-ministro português, José Sócrates, anunciou na noite de sexta-feira em Bruxelas a intenção de reforçar o programa de austeridade e de adiar alguns investimentos públicos para acelerar a redução do déficit público em 2010, informa a imprensa portuguesa.

"O governo decidiu reduzir o déficit este ano a 7,3% do Produto Interno Bruto (PIB), melhorando assim em um ponto o objetivo de 8,3% fixado no programa de estabilidade e de crescimento", declarou Socrates ao fim da reunião de cúpula europeia.

Em 2009, o déficit público português alcançou o nível histórico de 9,4% para uma dívida a 76,6% do PIB, que deveria chegar a 86% do PIB este ano, o que significa mais de 142 bilhões de euros.

Para reforçar a redução do déficit, o primeiro-ministro socialista português anunciou o adiamento de vários investimentos públicas como a construção do novo aeroporto de Lisboa ou a terceira ponte sobre o Tejo, que permitiria no futuro o trem de alta velocidade Madri-Lisboa.

Apesar dos cortes e dos protestos da oposição, o governo português decidiu manter o projeto do trem de alta velocidade Lisboa-Madri, que teve o primeiro contrato de construção assinado neste sábado.

Sócrates explicou que serão adiados os investimentos públicos que ainda não foram assinados, como por exemplo a terceira ponte e o aeroporto.

O anúncio do premier socialista foi feito depois que várias autoridades, como ex-chefe de Estado Anibal Cavaco Silva e o presidente do Banco de Portugal, Vitor Constancio, pediram uma reavaliação dos investimentos previstos, em consequência da crise orçamentária.