GB: Brown promete fazer 'seu papel' por governo estável

Agência AFP

LONDRES - O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, prometeu na noite desta quinta-feira "fazer seu papel" para garantir um governo "forte e estável", após vários ministros trabalhistas defenderem uma coalizão com os liberais democratas.

A oposição conservadora venceu as eleições legislativas britânicas hoje, mas não obteve maioria absoluta.

"Meu dever com o país que sai destas eleições é desempenhar um papel para que a Grã-Bretanha tenha um governo forte, estável e de princípios", declarou Brown, reeleito deputado por Kirkcaldy and Cowdenbeath (Escócia).

Os conservadores, liderados por David Cameron, conseguiram 305 cadeiras, 21 a menos que a maioria absoluta de 326 dos 650 assentos do Parlamento, contra 255 para os trabalhistas e 61 dos liberais democratas, de Nick Clegg, segundo as pesquisas.

Esses resultados confirmariam o "hung parliament", o Parlamento sem maioria absoluta, fenômeno que não ocorre no país desde 1974.

Diante dessa situação, Brown tem a opção de tentar formar uma coalizão para permanecer no poder.

Vários ministros trabalhistas já citaram a possibilidade de uma coalizão com os liberais democratas.

"A princípio, não vejo nenhum problema em tentar dar a esse país um governo forte e estável", afirmou à BBC o ministro do Comércio e número dois do governo, Peter Madelson.

"As regras prevêem que se houver um 'hung parliament' (parlamento sem maioria absoluta), não é o partido com o maior número de assentos que terá prioridade, mas aquele que estiver no poder", completou.

O ministro do Interior, Alan Johnson, assegurou que também não via "nenhum problema" nessa coalizão. "Acredito que temos muitas coisas em comum", afirmou, citando como exemplo a reforma do sistema eleitoral que os liberais democratas converteram em um dos temas centrais da campanha.