Unasul se reunirá na Argentina para eleger novo secretário-geral

Agência Brasil

BRASÍLIA - Os presidentes e chanceleres dos 12 países que formam a União das Nações Sul-Americanas (Unasul) vão se reunir no próximo dia 4 de maio, na cidade de Los Cardales, localizada na região metropolitana de Buenos Aires.

Segundo informações da Telam, agência oficial de notícias da Argentina, o objetivo do encontro é eleger o secretário-geral da Unasul, cargo ocupado atualmente pelo presidente do Equador, Rafael Caldera, que já lançou a candidatura do ex-presidente e atual deputado argentino Néstor Kirchner.

Após uma série de reuniões iniciadas em 2004, a Unasul foi criada oficialmente em maio de 2008, em Brasília, durante encontro em Brasília que reuniu a Argentina, o Brasil, Uruguai, Paraguai, a Bolívia, Colômbia, o Equador, Peru, Chile, a Guiana, o Suriname e a Venezuela.

Seu principal objetivo é coordenar a atuação política, econômica e social dos países que a integram - principalmente nas áreas de energia, telecomunicações, ciência e educação - além da adoção de mecanismos financeiros conjuntos. A Unasul participou ativamente na defesa da institucionalizade democrática da Bolívia, em setembro de 2009, quando movimentos separatistas tentaram desestabilizar o governo do presidente Evo Morales.