Chávez anuncia aumento de 40% para militares venezuelanos

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou neste domingo, dia 25, aumento salarial de 40% para os integrantes da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB). De acordo com o presidente, o reajuste inclui todas as patentes e será retroativa a 1º de abril. As informações são da BBC Brasil.

- O objetivo é que os salários dos militares não fiquem para trás e que eles possam viver com dignidade - disse o presidente ao anunciar o aumento em no programa semanal de rádio, Alô, Presidente. Na próxima quarta-feira, dia 28, Chávez estará em Brasília para um encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A partir do reajuste, um cadete militar vai ganhar aproximadamente 2,5 mil bolívares (aproximadamente US$ 540). O salário mínimo na Venezuela passará a 1.220 bolívares (cerca de US$ 283) em setembro, após aumento de 25% anunciado em janeiro passado.

Ao longo de seu governo, Chávez investe de forma expressiva na área militar inclusive em compras de armas russas. No começo deste mês, o governo da Rússia informou que os acordos de venda de armas entre os dois países poderia alcançar US$ 5 bilhões.

Na época, Chávez negou saber quanto seu governo havia gasto, mas justificou as compras como uma necessidade do país de estar "equipado para sua defesa". Nos últimos quatro anos, há estimativas de que ele aplicou na área cerca de US$ 4,5 bilhões.