Comunicado de Obama e Medvedev celebra encontro de tropas em Guerra

Jornal do Brasil

WASHINGTON - Os presidentes da Rússia, Dmitri Medvedev, e dos Estados Unidos, Barack Obama, se comprometeram, segundo declaração conjunta divulgada no domingo, em estabelecer relações de confiança, guiadas pelo espírito de aliança que os dois países tiveram contra a Alemanha nazista, durante a Segunda Guerra Mundial .

O texto, divulgado pelo Kremlin, foi redigido para marcar a celebração do 65º aniversário do dia em que, depois do avanço das duas forças na Alemanha, o Exército soviético e as Forças Armadas americanas encontraram-se frente a frente no rio Elba, leste do país, perto da cidade alemã de Torgau. O encontro ocorreu poucos dias antes da derrota final da Alemanha nazista, nos últimos movimentos da maior conflito militar do século 20.

A atmosfera de confiança e de motivação conjunta pela vitória que acompanhou o aperto de mãos histórico sobre o Elba é particularmente necessária hoje, quando Rússia e Estados Unidos constroem relações de cooperação em nome da estabilidade e da prosperidade no mundo , afirmam os presidentes, segundo o documento.

Estamos convencidos de que atuar com o espírito de Elba, de forma igualitária e construtiva, permitirá solucionar qualquer problema que surja a nossos povos e responder eficazmente aos desafios do novo milênio , completaram.

Obama e Medvedev tornaram a retomada das relações bilaterais uma prioridade, depois que os laços entre os dois países se afrouxaram consideravelmente durante a Presidência de George W. Bush.

No início deste mês, a Rússia e os Estados Unidos assinaram um pacto histórico de redução de armas nucleares, um elemento crucial da notória estratégia de Obama para reduzir a ameaça nuclear global.

Medvedev afirmou ter mudado o clima dos laços entre Rússia e Estados Unidos, com a chegada de Barack Omaba à Presidência americana.

(Com agências)