Combates na fronteira de Darfur com o sul do Sudão deixam 55 mortos

Agência AFP

SUDÃO - Pelo menos 55 pessoas morreram e 85 ficaram feridas em combates entre o exército do sul do Sudão e árabes nômades da região ocidental de Darfur, anunciou um líder tribal.

"Temos 55 mortos e 85 feridos em nosso campo. Há atualmente um grande número de (membros da tribo dos) 'rezeigat' que se deslocam à região com o objetivo de ajudar os seus. Também há reforços do exército sulista que vêm das cidades de Raja, Aweil e Wau. Há uma grande tensão", declarou à AFP Mohamed Isa Aliu, líder da tribo árabe rezeigat, estabelecida principalemente em Darfur.

Segundo Aliu, os combates começaram quando os nômades árabes buscavam terrenos para pastorear e água para seu gado, perto da fronteira com o estado de Bahr al-Ghazal Ocidental.

O exército do sul do Sudão informou no sábado que havia sido atacado na área de Bahr al-Ghazal Ocidental, mas que acreditava que os agressores não eram membros das tribos nômades rezeigat, e sim soldados do exército do norte do Sudão.