Premier tailandês rejeita oferta dos camisas vermelhas

Agência AFP

TAILNDIA - O primeiro-ministro tailandês Abhisit Vejjajiva rejeitou neste sábado a oferta dos 'camisas vermelhas', os manifestantes contrários ao governo, que afirmaram estar dispostos a dialogar em troca da convocação de eleições legislativas em um prazo de 30 dias.

"Não, eu recuso. Eles recorrem à violência e à intimidação. Não posso aceitar isso", declarou.

"O ultimato de 30 dias não é o problema. Uma dissolução do Parlamento deve ser feita pelo bem de todo o país e não apenas pelo dos camisas vermelhas, e isto deve acontecer no momento apropriado", completou.

"A concessão deles busca apenas captar a atenção da imprensa estrangeira", concluiu o premier.