Cabo nazista Paul Schaefer morre no Chile aos 88 anos

Agência AFP

SANTIAGO - O cabo nazista e fundador da 'Colônia Dignidade', um enclave de alemães no Chile, Paul Schaefer, morreu neste sábado, em Santiago, aos 88 anos, em consequência de um problema cardíaco. Ele estava internado no hospital da penitenciária em que cumpria uma condenação por abusos sexuais e tortura, informaram fontes carcerárias.

A saúde de Schaefer se agravou nas últimas horas. Ele morreu às 7h locais (8h de Brasília) vítima de uma doença cardíaca grave, afirmaram as mesmas fontes.

Schaefer foi capturado pela polícia argentina em março de 2005 e depois transferido para o Chile, onde foi condenado por diversos crimes cometidos contra menores que viviam na "Colônia Dignidade', localizada na região de Maule, sul do Chile, que ele administrava.

Depois da condenação, Schaefer foi levado para uma penitenciária de segurança máxima, mas o frágil estado de saúde fez com que fosse levado para o hospital penitenciário, onde morreu neste sábado.