Na Itália, Jobim diz que Lula deve decidir caso Battisti em um mês

Portal Terra

ITÁLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, em visita à Itália, afirmou nesta sexta-feira que a decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o caso do ex-ativista Cesare Battisti, originário desse país europeu, deverá ser anunciada "dentro de 30 dias". As informações são da Agência Ansa.

Jobim falou sobre o tema ao participar em Pisa, no centro italiano, das homenagens à Força Expedicionária Brasileira (FEB), cujos pracinhas atuaram na Segunda Guerra Mundial.

Condenado pela Justiça da Itália por quatro assassinatos cometidos na década de 1970, Battisti, ex-membro do grupo de esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), foi detido no Brasil em 2007.

No início de 2009, ele recebeu o status de refugiado do então ministro da Justiça, Tarso Genro. Mas, em novembro do mesmo ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por sua extradição, como solicita o Estado italiano.

Ao emitir sua sentença, o STF determinou ainda que o parecer final caberia a Lula. Atualmente no presídio da Papuda, em Brasília, o ex-militante do PAC aguarda o pronunciamento do presidente.

Lula se pronunciaria depois da publicação do acórdão, a declaração formal com o resultado do julgamento, que saiu no último dia 16. Agora, o mandatário espera a análise da Advocacia-Geral da União (AGU).