Frattini explica transição para retirada de tropas do Afeganistão

Agência ANSA

ROMA - O ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, afirmou nesta sexta-feira que as zonas da província afegã de Herat sob controle de militares italianos serão uma das primeiras a ter o domínio transferido às autoridades de Cabul.

"O período de passagem do controle civil para as mãos das autoridades afegãs poderá vir racionalmente em menor tempo que nas outras províncias", comentou o chanceler, ao participar de uma reunião de ministros das Relações Exteriores da OTAN em Tallinn, na Estônia.

Segundo Frattini, durante este encontro foi acordado um "plano de transição", que deverá ser definido, possivelmente, na conferência internacional sobre o Afeganistão, agendada para o próximo mês de julho em Cabul.

"Mas 2010 será um ano crucial para iniciar o processo", pontuou o diplomata.

O chanceler ressaltou ainda a postura do Ministério das Relações Exteriores da Itália no caso do sequestro de três funcionários italianos da organização não-governamental Emergency que ficaram detidos no Afeganistão por cerca de uma semana.

A acusação contra o cirurgião Marco Garatti, o enfermeiro Matteo dell'Aira e o técnico Matteo Pagani foi lançada pelo governador da província de Helmand, Gulab Mangal, que afirmou que os três "planejavam atentados", sendo ele o primeiro dos alvos.

De acordo com Frattini, a resolução desta crise "demandou paciência, mediação e a credibilidade da Itália, que em sete dias fez com que o governo afegão percebesse que não era uma obrigação, uma imposição, mas sim um pedido de um governo amigo".

O grupo foi preso em Lashkar Gah, sul do país, e solto no último domingo. Logo após a detenção dos italianos, o primeiro-ministro Silvio Berlusconi enviou uma carta ao presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, com o pedido por uma solução "concreta" ao episódio.

A Itália é um dos países que ajudam as forças afegãs no processo de estabilização da nação. Desde 2004, as tropas italianas atuam na Força Internacional de Assistência à Segurança [Isaf, na sigla em inglês].