Caos aéreo causou prejuízo de US$ 1,7 bilhão

Portal Terra

LONDRES - A Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA, na sigla em inglês) afirmou que o caos aéreo provocado pela interrupção de voos, devido à fumaça vulcânica, custou US$ 1,7 bilhão (equivalente a R$ 2,9 bilhões) à indústria de aeronaves. As companhias aéreas, segundo a entidade, perderam mais de US$ 400 milhões por dia com os aviões parados.

O executivo-chefe da associação, Giovanni Bisignani, disse à imprensa que os problemas provocados pela interrupção são piores que aqueles provocados pelos atentados de 11 de Setembro de 2001, quando ataques terroristas com aviões comerciais derrubaram as torres gêmeas do World Trade Center em Nova York. "Pelo menos 29% do espaço aéreo mundial e 1,2 milhão de passageiros foram afetados, por dia, devido ao fechamento do espaço aéreo", disse Bisignani.