Canal de TV de Piñera se engana e chama o presidente de "ladrão"

Agência AFP

SANTIAGO - O Chilevisión, o canal de televisão de propriedade do presidente do Chile, Sebastián Piñera, cometeu um equívoco na legenda que o identificava numa notícia, confundindo-o com um integrante de um "bando especializado em roubo de caixas eletrônicos".

Durante a emissão do noticiário central desta terça-feira, foi lida uma nota sobre a detenção de uma quadrilha chamada de "Los Faranduleros", no momento em que eram divulgadas imagens do presidente Piñera reunido com vários políticos da opositora "Concertación".

Os apresentadores, que não se deram conta do erro, até a leitura da notícia completa, disseram que os detidos levavam "uma vida de luxo e ostentação", "compravam roupa de marca e viajavam à Europa" com frequência, além de "cultuar criminosos famosos".

O engano aconteceu na mesma semana em que o presidente Piñera anunciou que venderá o canal Chilevisión, atendendo a pedidos de aliados e opositores.

Segundo a imprensa, o canal Chilevisión, o segundo mais importante do país depois da estatal Televisión Nacional (TVN), está avaliado em 160 milhões de dólares.