Piñera venderá Chilevisión, canal de TV de sua propriedade

Agência AFP

SANTIAGO - O presidente do Chile, Sebastián Piñera, venderá o canal Chilevisión, de sua propriedade, depois de reiterados pedidos de aliados e opositores para que se desfaça dele para se dedicar a governar. Piñera já informou seus aliados da decisão, segundo o jornal La Tercera.

De acordo com o diário, Piñera comentou com alguns parlamentares da Aliança pelo Chile - que reúne políticos de direita da Renovação Nacional (RN) e União Democrática Independente (UDI)- que "seus vínculos com o canal devem desaparecer nas próximas semanas".

O Chilevisión é considerado o segundo mais importante do país, depois da estatal Televisión Nacional (TVN), e está avaliado em 160 milhões de dólares.

De acordo com La Tercera, um conglomerado mexicano, outro espanhol e um argentino estão interessados em comprá-lo. A intenção inicial do presidente era entregar o canal à fundação administrada por sua família, mas seus opositores o acusaram de incorrer em conflito de interesses, uma vez que está entre suas atribuições de titular do governo nomear o presidente da estatal TVN, concorrente da Chilevisión.

Piñera, um empresário bilionário de direita, desfez-se no final de março das ações que possuía na companhia aérea LAN, no valor de 1,5 bilhão de dólares.