Líder militar da Al-Qaeda para o norte do Iraque foi morto

Agência AFP

BAGDÁ - O líder militar da Al-Qaeda para o norte do Iraque, Ahmad al-Obeidi, foi morto na madrugada desta terça-feira em Mossul, ao norte do país, afirmou o porta-voz do comando militar de Bagdá, general Qassam Atta.

"O comandante militar da Al-Qaeda para as províncias de Ninive, Salahedin e Kirkuk, Ahmad al-Obeidi, conhecido como Abu Suuheib, foi morto nesta terça-feira durante uma operação conjunta Iraque-EUA em Mosul" (350 km ao norte de Bagdá), afirmou.

O porta-voz do ministério da Defesa, general Mohamed al-Askari, afirmou que a operação foi executada após uma informação indicando que Obeidi havia deixado a região de Al-Anbar para viajar a Mossul.

"Uma força conjunta iraquiana e americana atacou nesta terça-feira a casa onde se encontrava no bairro de Somar (ao sul de Mossul). Um tiroteio aconteceu e um soldado iraquiano ficou ferido. Pedimos a Obeidi que se rendesse, mas ele se recusou. A casa foi atacada e ele morreu", acrescentou.

Ahmad al-Obeidi é um antigo oficial dos serviços secretos da época de Saddam Hussein e é natural de de Hadhar, 80 km ao sudeste de Mossul.

Esta operação está relacionada com a executada no domingo contra os dois líderes da Al-Qaeda, destacou o porta-voz do ministério da Defesa.

O primeiro-ministro Nuri al-Maliki e o Exército americano anunciaram na segunda-feira a morte, durante o fim de semana, dos dois principais líderes da Al-Qaeda no Iraque, Abu Omar al-Bagdadi e Abu Ayub al-Masri, em operações conjuntas em uma área sunita ao norte de Bagdá.

"Agora temos o organograma completo da Al-Qaeda no Iraque e seus vínculos com os países estrangeiros", afirmou na segunda-feira Mohamed al-Askari.