Traficante australiano é espancado até a morte em prisão

Portal Terra

SYDNEY - O traficante mais famoso da Austrália foi morto nesta segunda-feira na prisão onde ele cumpria pena de 35 anos acusado por uma série de assassinatos contra gangues rivais. Carl Williams, 39 anos, sofreu uma parada cardíaca após ter sido espancado na prisão de Barwon, perto de Melbourne. As informações são do jornal britânico The Times.

Segundo o diário britânico, o assassinato ocorreu no dia em que a mídia australiana noticiou que a polícia do Estado de Victoria teria pago US$ 8 mil para permitir que a filha de 9 anos do traficante frequentasse uma escola particular.

Em uma carta publicada pelo jornal Sydney Telegraph, o governo de Victoria faz referência ao pagamento e diz ainda que a polícia teria se oferecido para pagar uma dívida fiscal de US$ 750 mil devida pelo pai de Carl, George Williams, que foi libertado da prisão no ano passado após cumprir pena também por tráfico de drogas.

A polícia de Victoria anunciou que graves ferimentos na cabeça causaram a morte de Carl Williams. O traficante deveria estar em confinamento solitário, mas a polícia informou que ele estava na companhia de outros dois presos, além de um oficial a 10 m do local, no momento da agressão.

As autoridades de Melbourne temem que a morte de Carl Williams reascenda uma guerra entre quadrilhas que causou a morte de 35 pessoas entre 1998 e 2009.