Sri Lanka tem eleições legislativas marcadas pela violência

Agência AFP

COLOMBO - A população do Sri Lanka comparece às urnas nesta quinta-feira nas primeiras eleições legislativas após o fim da guerra contra os rebeldes tâmeis, que nas primeiras horas foram marcadas por incidentes violentos e confrontos entre manifestantes.

O Centro de Vigilância de Violência Eleitoral (CMEV, na sigla em inglês) informou que 160 incidentes vinculados às eleições foram registrados nas primeiras horas da votação em todo o país.

A maioria das queixas envolve grupos ligados à governante Aliança para a Liberdade, do presidente Mahinda Rajapakse.

Rajapakse, reeleito em 26 de janeiro, dissolveu o Parlamento em fevereiro. Mais de 14 milhões de eleitores devem escolher entre 7.620 candidatos de 36 partidos políticos e 310 grupos independentes que desejam entrar para o Parlamento.