Quirguistão: emissário americano reúne-se com chefe do governo

Agência AFP

WASHINGTON - Um diplomata americano reuniu-se nesta quinta-feira com Rosa Otunbayeva, chefe do governo interino do Quirguistão, e pediu calma e respeito "aos princípios democráticos" no país, anunciou o Departamento de Estado americano.

O porta-voz do Departamento de Estado, Philip Crowley, afirmou, no entanto, que os Estados Unidos não reconheciam Otunbayeva como dirigente do país. Ela foi qualificada como "líder da oposição".

O encarregado de negócios americano em Bishkek reuniu-se com Otunbayeva, enquanto o secretário de Estado adjunto para Ásia do sul e central, Robert Blake, reuniu-se em Washington com o ministro de Relações Exteriores do governo deposto.

"Nossa mensagem nos dois casos tem sido expressar a esperança de que se reestabeleça a calma e o respeito aos princípios democráticos", disse Crowley à imprensa.

"Nossa prioridade nesta etapa é que se respeite a lei e a ordem e que a democracia se reestabeleça segundo as regras do Estado de Direito", afirmou.

A oposição quirguiz tomou o poder nesta ex-república soviética depois de uma revolta popular que na quarta-feira deixou de 75 a 100 mortos e mais de mil feridos.