Bogotá ironiza Caracas por acordo militar Brasil-EUA

Jornal do Brasil

BOGOTÁ - O ministro do Comércio da Colômbia, Luis Guillermo Plata, ironizou a possibilidade de a Venezuela interromper seu comércio com o Brasil pelo acordo de Defesa desse país com os EUA, como no caso colombiano da assinatura de um convênio militar com Washington no ano passado.

Agora que o Brasil tem um acordo de defesa com os Estados Unidos, imagino que (a Venezuela) fechará o comércio com o Brasil afirmou Plata.

O ministro aludia à decisão do governo venezuelano em julho de 2009, de congelar relações com Bogotá por considerar uma ameaça o acordo que permite às tropas americanas operar em bases militares colombianas.

Diferenças

O acordo a ser firmado com o Brasil, porém, é diferente da parceria com a Colômbia à medida que não prevê imunidade para as tropas e não envolve a instalação de bases americanas no Brasil.

O ministro brasileiro da Defesa, Nelson Jobim, confirmou que deve assinar na segunda-feira em Washington, o acordo de cooperação na área da Defesa com os EUA