Coreia do Norte condena americano a 8 anos de trabalhos forçados

Agência AFP

SEUL - Um tribunal norte-coreano condenou nesta quarta-feira um cidadão americano a oito anos de trabalhos forçados por entrar ilegalmente no país, informou a imprensa oficial norte-coreana.

Aijalon Mahli Gomes "admitiu todas as acusações" apresentadas contra ele na Corte Criminal Central de Pyongyang, destacou a agência oficial norte-coreana KCNA.

Gomes, 30 anos, oriundo de Boston, era professor de inglês na Coreia do Sul e atravessou a fronteira entre a Coreia do Norte e a China no dia 25 de janeiro, segundo as autoridades norte-coreanas.

Representantes da embaixada da Suécia em Pyongyang, que respondem pelos interesses americanos na Coreia do Norte, puderam assistir ao julgamento, destacou a KCNA.