China participará em reunião de potências sobre sanções contra Irã

Agência AFP

PEQUIM - A China participará de uma reunião sobre novas sanções contra o Irã, na quinta-feira, em Nova York, com os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU e Alemanha, anunciou o chanceler francês, Bernard Kouchner.

"Amanhã, em Nova York, os chineses aceitam falar a seis - disse Kouchner na comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados da França.

"É um fator positivo", acrescentou Kouchner, para quem não se deve prejulgar sobre os resultados da reunião.

O ministro francês não explicou se a reunião será entre embaixadores ou altos funcionários que examinam o caso.

Na semana passada, a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Susan Rice, anunciou que a "China aceitou iniciar negociações sérias em Nova York, com outros membros do Grupo dos Seis".

Desde o início da crise, a China se mostra reticente a respeito da adoção de novas sanções contra o Irã, acusado pelas potências ocidentais de desenvolver um programa nuclear militar, o que o governo iraniano nega de forma reiterada.