Secretário-geral da ONU condena atentados em Moscou

Agência AFP

NOVA YORK - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou energicamente os atentados suicidas que nesta segunda-feira mataram pelo menos 38 pessoas no metrô de Moscou.

- O secretário-geral condena energicamente os dois atentados à bomba praticados no metrô de Moscou esta manhã, causando a trágica perda de muitas vidas inocentes e ferindo outras pessoas - indicou a ONU em um comunicado.

O secretário-geral da ONU manifestou a sua confiança de que as autoridades russas levem à justiça "os responsáveis por estes odiosos ataques terroristas".

Duas mulheres suicidas acionaram os explosivos que traziam consigo em duas estações do metrô lotadas em uma hora de pico na manhã desta segunda-feira em Moscou, matando pelo menos 38 pessoas.