Encontrado ativista chinês dado como morto há mais de um ano

Portal Terra

REDAÇÃO TERRA - O advogado e ativista dos Direitos Humanos mais conhecido da China, desaparecido durante um ano e dado como morto, foi encontrado vivendo em um templo budista no norte do país. Segundo a agência Reuters, Gao Zhisheng foi localizados por jornalistas e por outro advogado dissidente.

O ativista foi levado da casa de familiares na província de Shanxi em 4 de fevereiro do ano passado. Desde então, as autoridades chinesas não deram nenhuma informação sobre seu paradeiro.

Em uma conversa com a Reuters por telefone, Gao disse que foi libertado há seis meses e que se encontra na montanha Wutai. "Quero levar uma vida tranqüila durante algum tempo", disse o advogado. Questionado se pretende se reunir com seus parentes nos Estados Unidos, ele disse "que não é tão fácil". Ao que tudo indica, o dissidente permanece vigiado pelas autoridades chinesas.