Farc confirma libertação de militares e adia entrega de corpo de refém

Agência AFP

BOGOTÁ - A guerrilha colombiana das Farc ratificou a entrega em breve de dois militares reféns, mas adiou indefinidamente a entrega do corpo de um sequestrado morto em cativeiro, informaram nesta sexta-feira os rebeldes em um comunicado.

A decisão de libertar o sargento Pablo Emilio Moncayo e o soldado Josué Daniel Calvo é irrevogável, enfatizaram as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no comunicado.

O governo colombiano anunciou que a libertação de um dos militares acontecerá no domingo, enquanto o segundo será libertado na terça-feira, em uma operação em que participarão dois helicópteros da Força Aérea brasileira.