Google não influenciará relações Pequim-Washington

Agência AFP

PEQUIM - A China negou nesta terça-feira que a decisão do Google de desacatar a censura do país comunista possa ter impacto nas relações com os Estados Unidos, a menos que exista uma vontade de politizar o tema.

- Não acredito que isto tenha influência nas relações China-EUA, a não ser que alguns queiram politizar o assunto - declarou o porta-voz do ministério chinês das Relaçõe Exteriores, Qin Gang.

Qin considerou a decisão do Google "um tema comercial particular" e reafirmou que a China administra a internet de acordo com suas próprias leis.

Depois de dois meses de suspense, a empresa americana acabou na segunda-feira com a censura que era imposta, por ordem da China, à ferramenta de buscas neste país e anunciou que os usuários do site Google.cn seriam redirecionados para o Google.com.hk, um servidor em Hong Kong, mas manteve no continente as operações comerciais, de pesquisa e desenvolvimento.