SIP condena ações de Chávez contra a liberdade de expressão

Agência AFP

ARUBA - A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), reunida em Aruba, condenou "as ações do governo do presidente Hugo Chávez contra a liberdade de expressão e a favor da eliminação dos meios de comunicação na Venezuela.

Em um texto divulgado nesta segunda-feira, a SIP resolveu "denunciar e condenar as ações do governo do presidente Chávez contra a liberdade de expressão e o direito de informação".

A organização, que agrupa 1.300 publicações, também denunciou o governo venezuelano pelas "ações para eliminar os meios de comunicação independentes" como o canal o grupo RCTV.

Igualmente lamentou a "sabotagem econômica contra a imprensa e as agressões e perseguição judicial contra os jornalistas".

No texto, a SIP solicita à Organização de Estados Americanos (OEA) "que permita uma visita à Venezuela da Comissão Interamericana de Direitos Humanos e de Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão".