EUA: senadores querem autorizar a doação de sangue por homossexuais

Agência AFP

WASHINGTON - Senadores americanos pretendem abolir a proibição em vigor desde 1983 que impede a doação de sangue aos homossexuais, por considerá-la "superada e cientificamente duvidosa".

O Senador democrata John Kerry, liderando um grupo de 17 políticos democratas e um independente, escreveram à FDA, a autoridade nacional de controle de medicamentos, pedindo que levante a proibição.

A Cruz Vermelha americana e outras organizações apoiam a iniciativa.