EUA, França e GB pedem sanções ao Irã; China e Rússia se opõem

Agência AFP

NOVA YORK - As potências ocidentais se pronunciaram, nesta quinta-feira, a favor de novas sanções da ONU contra o Irã pela intransigência com relação a seu programa nuclear, mas China e Rússia pediram mais tempo para que os esforços diplomáticos possam dar resultados.

Durante reunião do Conselho de Segurança dedicada ao estudo das sanções já aplicadas à República islâmica, os embaixadores de Estados Unidos, França e Grã-Bretanha lamentaram que Teerã não tivesse cumprido ainda suas obrigações.

O Conselho já adotou cinco resoluções, das quais três, desde fevereiro de 2006, previam sanções para exigir que o Irã suspenda suas atividades nucleares consideradas perigosas, entre elas o enriquecimento de urânio. Teerã ignorou as cinco.

Vários países ocidentais acusam o Irã de equipar-se da bomba atômica sobre o pretexto de desenvolver um programa nuclear civil, o que é desmentido por Teerã.