Terremotos continuam a ser sentidos na América Latina

Agência ANSA

SANTIAGO - A costa do Pacífico da Nicarágua foi sacudida hoje por fortes tremores de terra que não deixaram nem vítimas nem danos, segundo informações do Instituto Nicaraguense de Estudos Territoriais (Ineter).

O funcionário do órgão Adán Morales indicou que à 1h14 (4h14 no horário de Brasília) ocorreu um abalo sísmico de 4,3 graus na escala Richter, com epicentro localizado a cerca de 75 quilômetros a oeste de Manágua, no mar, e a 22 quilômetros de profundidade.

Pouco antes, às 12h31 locais, foi registrado um terremoto de 4,1 graus na escala Richter, com epicentro na cidade de Rivas, 145 quilômetros ao sul da capital nicaraguense.

Não há informações que relacionem os abalos sísmicos na nação centro-americana ao terremoto de 8,8 graus que atingiu o Chile na madrugada deste sábado, afetando dois milhões de pessoas e deixando quase 800 vítimas fatais.

Desde então, mais de 100 réplicas já foram sentidas na região. Também houve registros de outros tremores na Argentina e no Peru.

No Chile, um terremoto de 4 graus na escala Mercalli (que vai até 12, ao contrário da Richter, que não tem limite), foi sentido às 3h16 (mesmo horário de Brasília) no porto de San Antonio, 100 quilômetros a oeste de Santiago.

A réplica não provocou danos pessoais ou materiais e foi percebido em toda a zona central do país, segundo os escritórios regionais de emergência.

Em Valparaíso, o tremor registrou magnitude 3, e em Coquimbo, La Serena, Santiago e Rancagua, intensidade 2.