Hospital de campanha da Marinha segue esta tarde para o Chile

JB Online

RIO - Aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) partem para o Chile, da Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, com o hospital de campanha da Marinha do Brasil para auxiliar nos trabalhos de ajuda humanitária às vítimas do terremoto ocorrido naquele país.

O HCamp tem capacidade de realizar até 400 atendimentos por dia e funcionará na cidade de Concepcion, área mais atingida pelo terremoto no Chile.

Contando com um efetivo de 47 militares da área de saúde, o HCamp pode realizar os seguintes tipos de atendimento:

- prover primeiros socorros e tratar doenças comuns e infecciosas;

- realizar de três a quatro cirurgias por dia (com anestesia), do tipo laparotomia, apendicectomia, toracocentese, debridamento de feridas, fixação de fraturas e amputações;

- realizar ressuscitações emergenciais tais como manutenção das vias aéreas, respiração e circulação, terapia intensiva (dois leitos), controle de hemorragias, tratamento de choque e outros tratamentos

emergenciais para o salvamento de vidas;

- estabilizar e evacuar, caso necessário, para o próximo nível de

atendimento;

- internar até 18 pacientes por um período máximo de 48 horas para

monitorização e tratamento;

- realizar até 40 exames radiológicos básicos e de ultra-som por dia;

- manter nível de estoque adequado de suprimentos médicos, de forma a ser auto-suficiente por até 60 dias; e

manter equipe médica avançada, composta por um médico e dois

enfermeiros capacitados em atendimento pré-hospitalar.