Pequim: mais de 700 mil cuidarão da ordem durante sessão parlamentar

Agência AFP

PEQUIM - Mais de 700 mil pesoas integrarão o contingente responsável por manter a ordem pública durante o próximo período parlamentar de 10 dias na China, em uma operação de segurança que foi batizada de 'grande fosso', destaca a imprensa estatal.

Forças adicionais da polícia foram transferidas a Pequim para cuidar da segurança do congresso anual da Assembleia Nacional Popular (ANP), que começa na sexta-feira, e a reunião do corpo consultivo a partir de quarta-feira, informa o Diário do Povo.

Durante as sessões, conhecidas popularmente como "as duas reuniões", milhares de delegados aprovarão as políticas do Partido Comunista.

A gigantesca operação de segurança inclui polícia, polícia paramilitar, guardas de segurança de prédios governamentais e empresas, além de voluntários.

Mais de 5.000 delegados assistirão as duas reuniões, nas quais o governo chinês revelará o plano econômico para 2010 e o orçamento.

- A polícia da capital está bem preparada para proteger as duas reuniões. O projeto do 'grande fosso' para cercar Pequim foi colocado em prática - afirma o jornal.

- Qualquer coisa que provoque suspeitas será investigada e registrada para impedir que qualquer indivíduo ou elemento perigoso entre na cidade - completa a publicação.