Líder basco é condenado a dois anos de prisão

Agência AFP

MADRI - O líder basco Arnaldo Otegi foi condenado a dois anos de prisão por "apologia ao terrorismo", informaram nesta terça-feira fontes judiciais.

A Audiência Nacional (principal instância penal espanhola) condenou o ex-porta-voz do Batasuna, braço político do ETA, considerado ilegal, por sua participação em uma homenagem ao membro desse grupo armado José María Sagarduy, codinome "Gatza", realizada em 2005 no País Basco.

De acordo com a condenação, Otegi se dirigiu aos participantes do ato "com um discurso no qual são detectadas expressões que constituem, sem lugar para dúvidas, crimes de enaltecimento do terrorismo".

O líder independentista basco, que tinha sido julgado por este caso em janeiro, já está em prisão preventiva desde outubro por ter tentado reconstituir a direção do Batasuna, formação considerada ilegal na Espanha desde 2003 por sua relação com o ETA.