Brasileira é detida na Guiana por atear fogo ao companheiro

Agência AFP

CAI - Uma brasileira de 47 años, vinda de Belém, suspeita de ter jogado gasolina no namorado e atear fogo, num garimpo clandestino na Guiana, foi detida na segunda-feira em Mana (oeste do departamento), informou nesta terça-feira a polícia.

Segundo os primeiros elementos da investigação, "um desentendimento amoroso" teria causado o incidente mortal, na sexta-feira passada.

O homem chegou a ser levado ao posto da gendarmeria de Saut-Sabbat no rio Mana e foi trasladado ao centro hospitalar de Saint-Laurent de Maroni (na fronteira com o Suriname), a 40 km, onde morreu na manhã de domingo.