Xynthia deixa 62 mortos na Europa; França é a mais atingida

Portal Terra

PARIS - A tempestade Xynthia, que atingiu a França e outras nações europeias durante o fim de semana, matou pelo menos 62 pessoas em todo Europa Ocidental. De acordo com a agência de notícias Associated Press, somente na França, o número de mortos chega a 51.

Segundo o porta-voz dos serviços de emergência da França, Patrick Vailli, nove pessoas ainda estão desaparecidas e dezenas ficaram feridos. Dezenas de bairros estavam debaixo de água, e centenas de casas foram destruídas ou danificadas.

Equipes de resgate em botes cruzaram as ruas inundadas na Costa atlântica da França nesta segunda-feira, em busca de pessoas ainda estivessem presas em suas casas.

Na França, a tempestade que ocorreu com ventos com força de furacões, inundou ruas, destruiu casas e deixou cerca de 1 milhão de famílias sem energia. Xynthia também atingiu a Bélgica, Portugal, Espanha e partes da Alemanha.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, visitou nesta segunda-feira as áreas mais atingidas, as regiões costeiras da Vendéia e Charente-Maritime, e prometeu 3 milhões de euros (US$ 4 milhões) para ajudar na recosntrução.

"É um desastre nacional, um drama humano, com um saldo de morte terrível", disse Sarkozy. "O mais urgente é apoiar as famílias que têm membros desaparecidos ou mortos".

A tempestade também deixou seis mortos na Alemanha, incluindo um menino de 2 anos de idade. Todos se afogaram depois de serem arrastados pela água do rio. Três pessoas morreram na Espanha. Já Bélgica e Portugal registram uma vítima fatal cada.

Devido às inundações, as ferrovias da França registraram grandes atrasos. Os cancelamentos continuaram no aeroporto de Frankfurt, um dos mais importantes da Europa.