Regime iraniano proíbe publicação do principal jornal reformista

Agência AFP

TEERÃ - As autoridades iranianas proibiram a publicação do principal jornal reformista, Etemad, e de uma revista semanal controlada pela família do líder opositor Mehdi Karubi, informou nesta segunda-feira a agência oficial Isna.

- A comissão de vigilância da imprensa proibiu Etemad (Confiança) e transferiu o processo à justiça por violações reiteradas - afirma a agência.

A mesma instância retirou a licença do semanário Iran dokht (A filha do Irã), propriedade da mulher e de um filho de Karubi, por "não conformidade com a lei de imprensa", acrescenta a Isna.

Foram fechadas muitas publicações que apoiam o movimento reformista, sobretudo desde a polêmica reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, no dia 12 de junho de 2009.