Avião da FAB que levou ministro chileno para Santiago retorna ao país

Agência Brasil

BRASÍLIA - O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que partiu na tarde deste sábado de Brasília para o Chile, levando o ministro da Justiça daquele país, Jorge Rui Toledo, para Santiago, já retornou, trazendo 12 brasileiros. Segundo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, a aeronave da FAB - a primeira estrangeira a voar para Santiago depois da catástrofe - pousou às 5h15 de hoje (28) em Brasília.

O governo do Chile pediu ontem, dia 27, apoio para transportar o ministro e o procurador-geral da República, Chahuán Sabas, que estavam no Brasil, para que eles participem das coordenação das ações do governo para enfrentar os prejuízos provocados pelo terremoto de 8,8 graus na escala Richter.

O terremoto danificou a infraestrutura do aeroporto de Santiago. Embora a pista e o controle de tráfego estejam em perfeitas condições de uso, todos os voos comerciais foram cancelados.

Com a chegada do avião da FAB a Santiago, a Embaixada do Brasil no Chile pediu que os brasileiros interessados em deixar o Chile fossem transportados no voo de retorno. Dos 12 brasileiros que vieram na aeronave, nove são civis e três militares.

A Aeronáutica informou que, por enquanto, não foram solicitados nem estão previstos novos voos para resgatar brasileiros no Chile.