Lula: Brasil prestará

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu neste sábado que o Ministério das Relações Exteriores e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) façam uma primeira avaliação de medidas de assistência ao Chile, após o registro de um terremoto de 8,8 graus de magnitude. O presidente disse que o Brasil se dispôs a prestar a assistência que seja necessária ao Chile. A informação foi divulgada em uma nota pelo Itamaraty.

Ainda de acordo com o comunicado, Lula manifestou "profunda preocupação" com o impacto do tremor. "O governo brasileiro expressa sua disposição de prestar, ao governo e ao povo chileno, a assistência que se faça necessária", afirma o documento.

Segundo o Itamaraty, a embaixada e o consulado-geral do Brasil em Santiago, capital chilena, estão trabalhando para dar apoio aos brasileiros que estão no local. Informações referentes a cidadãos brasileiros no Chile podem ser obtidas junto ao Núcleo de Assistência a Brasileiros, no telefone (61) 8197-2284.