Acidente com transatlântico mata tripulante brasileiro

Jornal do Brasil

EGITO - Três pessoas morreram entre elas, um brasileiro e quatro ficaram feridas sexta-feira quando um navio com 1.473 passageiros bateu na parede do porto de Sharm el-Sheikh, no Egito, informou a companhia proprietária do navio.

A embarcação pertence à empresa italiana de cruzeiros Costa Crociere, unidade do Carnival Cruise Lines, maior operadora de cruzeiros do mundo, que organiza viagens por todo o planeta. Todos os mortos faziam parte da tripulação.

A Costa Crociere informa que, nesta sexta-feira, 26 de fevereiro, às 4h45 horário local, o Costa Europa atingiu o pier enquanto aportava em Sharm el-Sheikhe e sofreu danos na lateral direita , disse a companhia em comunicado. Confirmamos, lamentavelmente, a morte de três membros da tripulação .

Três mortos

Um indiano e um brasileiro estavam entre os tripulantes mortos, disse Salah Hashem, autoridade egípcia no porto. Até a noite de sexta-feira (horário de Brasília), não se sabe a nacionalidade da terceira vítima, nem a identidade dos mortos.

O navio, o Costa Europa, atingiu a calçada do porto cedo de manhã, formando um enorme buraco no casco da embarcação (...) as mortes e os fentos foram causadas pela força do impacto disse Hashem.

O navio, que seguia para Sharm el-Sheik, tendo partido do resort egípcio de Safaga, no Mar Vermelho, estava num cruzeiro rotineiro de 18 dias entre Dubai e Savona, na Itália.